Energia solar armazenada por até 18 anos?

Pesquisadores suecos e chineses, especializados no desenvolvimento de nanogeradores termoelétricos, conseguiram mesclar duas tecnologias fundamentais para o armazenamento de energia. De acordo com a pesquisa de ZhihangWang, há uma necessidade urgente de tecnologias compactas alternativas que possam derivar e armazenar energia do sol, especialmente a grande quantidade de calor solar que não é efetivamente usada para geração de energia. Em sua pesquisa, relata que uma combinação de sistemas térmicos solares moleculares baseados em solução e filme puro (MOST), onde a energia solar pode ser armazenada como energia química e liberada como calor, com geradores termoelétricos microfabricados para produzir eletricidade quando a radiação solar não está disponível . As propriedades fotofísicas de dois pares MOST são caracterizadas tanto em líquido com uma configuração de ciclagem catalítica quanto em um filme puro de fase interconversível. Suas propriedades fotofísicas adequadas permitem combiná-los individualmente com um chip termoelétrico ultrafino microeletromecânico para usar a energia solar armazenada para geração de energia elétrica. O gerador pode produzir, como prova de conceito, uma potência de saída de até 0,1 nW (potência de saída por unidade de volume até 1,3 W m-³). Nossos resultados demonstram que tal sistema de geração de energia térmica molecular tem um alto potencial para armazenar e transferir energia solar em eletricidade e, portanto, é potencialmente independente de restrições geográficas.

Fonte: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S266638642200056X